quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Devaneios masculinos

No elevador me encontrei com ele. Estava sério, vermelho, mas de vergonha, timidez. Tinha certeza, era o ginecologista de minha esposa. Não veio visitá-la, pois esta hora o trabalho era seu dever. Meu apartamento estava só. Mas o que fazia um ginecologista, naquelas primeiras horas da tarde a quilômetros de distância do seu consultório? Pelo que sei, sua morada também é distante aqui do Centro da Cidade. Visita domiciliar? "Gineco" da família?Pára com isso!
Sempre desconfiei daquela timidez envolvida pelo olhar apolíneo. Mas todos que possuem Apolo em suas caracteríticas carregam Dionísio noutra parte. Fiquei incomodado. Agora só faltava ele, também, querer visitar minha mulher...Mas aqui não, ele vai encontrar um abacaxi espinhoso. Onde já se viu! Tem que ter vergonha na cara, aproveita a saída dos maridos para visitar suas pacientes. E uma visita íntima. Quando minha esposa chegar exclamarei e o imperativo dominará todo meu discurso: ginecologista homem nunca mais! Apenas mulheres! De agora em diante escolherei seus médicos (na verdade médicas)!Desde o cuidado com os cabelos até o "dedão" dos pés, serão mulheres que lhe cuidarão! E não adianta o resmungo!
Pensamentos aflorando, cabeça a mil, isso tudo naquele curto espaço de tempo, como cabeça de homem é...Conclusões precipitadas! Nesse momento eis que sai do elevador ao lado, a maca com uma mulher, sua criança nos braços e lá fora a sirene da ambulância anunciava.

3 comentários:

PALAVRAS&POESIAS disse...

Oi Sérgio! Vim retribuir a visita e comentário no meu blog.
Gostei da crônica!
Escrevo crônicas também no site http://www.sortimentos.com
Abraço para ti e para tuas meninas.
Ana Mello.

Silvio Vasconcellos disse...

Olá, Sérgio.

vim retribuir a visita e me encantei com essa crônica. Teu texto flui... muito bom!

Grande abraço,

Sílvio

Silvio Vasconcellos disse...

Fiquei curioso... como chegaste aos meus blogs?

Comentaste em 2 blogs que já não escrevo mais. Não porque não queira, mas estou com muitos compromissos este semestre e só publico em blogs coletivos.

Se quiser ver minicontos em até 200 caracteres de 7 escritores diferentes (Brasil e Portugal), esteja convidado ao:
//http://www.miniminimos.blogspot.com

Sílvio