segunda-feira, 28 de março de 2011

O texto que não foi escrito

Queria escrever um texto que resultasse em lucro, dinheiro, mas para isso teriam que ser vários textos, para ganhar dinheiro todos os dias;

Queria escrever um texto que não só ficasse restrito ao mundo dos intelectuais, mas que influenciasse a vida daqueles considerados mais pobres;

Queria escrever um texto que pudesse acabar com os conflitos religiosos, com os conflitos entre civis, com os conflitos conjugais, enfim, gostaria de escrever um texto que pudesse acabar definitivamente com os conflitos;

Queria escrever um texto, cujo poder pudesse atingir ao coração daquele que nunca amou, mas que necessita apenas de uma chance para provar que ele ama e consegue fazer com que a pessoa que estiver ao seu lado seja amada;

Queria escrever um texto que fosse publicado nos jornais e estes tivessem que repeti-lo, pois os leitores pediram para que tal atitude fosse tomada;

Queria escrever um texto que pudesse atingir aqueles que ainda pregam o racismo em nome de uma etnia pura;

Queria escrever um texto que chagasse aos marginais e os obrigassem a lutar pela paz, pois o mundo se cansou de tantas cenas violentas;

Queria escrever um texto que pudesse auxiliar a Verinha e seu esposo, catadores de papelão e latinhas, a comprar a tão sonhada casa própria. Como é complicado ter que pagar aluguel. Imaginem esse casal que não tem um teto para abrigar seus sete filhos;

Queria escrever um texto que pudesse retirar do peito daquele homem sofredor a amargura deixada pela sua mulher que partiu, levou seu filho e nunca mais voltou;

Queria escrever um texto que pudesse sanar a fome deste mundo e desse comida aos mais necessitados. Quanta fome há no mundo...

Queria escrever um texto que livrasse o homem de seus pecados e o estimulasse a pensar;

Queria escrever um texto que pudesse auxiliar os discentes na tão sonhada vaga numa Universidade;

Queria escrever um texto que mexesse de vez e exterminasse com essa calamidade que assola a nossa Educação;

Queria escrever um texto que levasse o professor brasileiro a valorizar a sua profissão e a ser valorizado, este seria um texto preciso que atingiria ao coração do nosso Ministro da Educação;

Queria escrever um texto surpreendente capaz de iluminar ao escuro profundo em que o mundo se encontra e, também, algo que calasse à língua dos ingratos, que parecem não se importar com o próximo;

Quanta coisa gostaria que este texto tivesse, mas é uma pena não atingir a todos, pois a falta do hábito da leitura impede-me de ir mais longe. Quando será que o Homem dará valor a esta prática saudável e passará isso aos seus discípulos?

Queria escrever um texto...







2 comentários:

Sabor y Cultura de Brasil por Andrea Gabriel disse...

Excelente blog!
Continue o bom trabalho!
Parabéns!

Rosa Santana disse...

Olá querido colega, amei o seu blog.
Compartilho c ti a angústia de lutar, qd muitos querer calar.
Filosofar é lindo, trabalhar necessário, dinheiro enlouquesse.
Com o decorrer dos anos o jovem revolucionário se torna mantenedor de uma família e o q nos alimenta realmente é a arte de escrever.
Parabéns pelo blog, sempre soube q iria longe, vejo q ñ me enganei.
Abraços.