quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Gabeira que não é Mangabeira e a verdadeira Paes

Muitos dos resultados apresentados sobre as eleições nos mais de cinco mil municípios não me agradaram. Tenho horror ao atual prefeito da cidade de São Paulo, mas a população paulistana o admira. Marcelo Crivela desperta minha ira e o povo carioca não caiu no discurso religioso, pronto a nos submeter a uma lavagem cerebral. Resultado: o Senador amargou a terceira posição. E é por aqui que começo, encerrando esse período e abrindo outro.
Fernando Gabeira (PV), deputado federal, ocupante das últimas posições segundo pesquisas, saltou para os primeiros lugares no último instante e desbancou, o até então imbatível, Pastor, Bispo, Senador Crivella (PRB). Foi para o segundo turno e enfrentará Eduardo Paes (PMDB), que conta com o apoio de Luiz Inácio (PT). Paes é "apadrinhado" pelo governador do Estado do Rio de Janeiro e já sabemos que este será, provavelmente, o vice de Dilma em uma disputa presidencial. Então, nosso ex-metalúrgico e companheiro de Gabeira na campanha pelas "Diretas Já", esqueceu-se de tudo isso e pensando no próximo pleito presidencial destinou suas forças políticas (e ocultas) a favor de Paes. Gabeira não precisa dessa força, conta com o apoio popular. A população carioca deixou o "tabu" que acompanhava o candidato do Partido Verde de lado e lançou mão para um futuro de prosperidade, menos corrupção. Gabeira pertenceu à luta armada no combate à ditadura militar, desfilou com uma mini sunga pela praia, noticiado em todo o mundo, além disso, iniciou o combate ao "mensalinho" de Severino Cavalcanti e seus comparsas (e por falar nisso, Severino foi eleito prefeito de sua cidade natal no Pernambuco). Gabeira mereceu migrar para o segundo turno e arrisco dizer, que se o povo amadureceu politicamente, ele governará a cidade do Rio de Janeiro pelos próximos quatro anos e quiçá a reeleição o espera. Gabeira e não Mangabeira, o Rio o espera!
Outro resultado que deixou a ver navios os nossos poderosos foi o de Luiziane (PT), prefeita reeleita em Fortaleza (CE). Sem o apoio do próprio partido, que disistiu em função de partidos da base aliada estarem na disputa contra Luiziane, o Partido dos Trabalhadores preferiu isentar-se e preservar os 'amigos' para 2010. Do outro lado estava a Senadora Patrícia Saboya (PDT) contando com o apoio do seu ex-marido, que teve uma recaída, brigando com o próprio irmão, o gevernador Cid Gomes (que apoiou a atual prefeita) para poder apoiar a bela e inesquecível Senadora (o que diria "Flora"? Ops, Patrícia Pillar?). Luiz Inácio não despreza Ciro, pois este é vital para a manutenção do PT no poder.
Enfim, Gabeira e Luiziane demonstraram que o arranhar de suas imagens não afetaram suas condutas, imperando o passado honesto. A verdade contra tudo e todos.

Um comentário:

Penetralia disse...

Oi, eu vim procurando o Sérgio Sant´Anna escritor de A Senhorita Simpson mas mesmo assim seu blog foi ótimo.
Linda sua menina.